Content

Esportes

QUER UM CORPO PERFEITO? CORRA ATRÁS!

Entenda como a corrida pode trazer diversos benefícios para a sua saúde e bem-estar.

Postado: 03, Abril 2019

Correr, saltar,  lançar e arremessar  fazem parte da rotina de quem pratica o atletismo.  Esta modalidade esportiva é a mais antiga do mundo. Há vestígios de que a competição já era realizada entre egípcios e outras civilizações da Ásia, apesar dos registros oficiais do esporte datarem depois dessa época,  776 a.C, período dos Jogos Olímpicos da Grécia Antiga.

A corrida é um dos exercícios físicos mais eficientes para quem quer perder peso, condicionar o corpo e manter a saúde. Correr acelera o metabolismo, fazendo a queima de calorias acontecer mais eficientemente. O aumento do metabolismo, provocado pela corrida, faz com que o organismo continue acelerado por mais algumas horas após o exercício. Ou seja, não é só durante a corrida que há queima de gordura. Por isso é tão importante a regularidade da atividade física, e não a quantidade de horas feitas num mesmo dia.

A gordura abdominal é a mais difícil de queimar, e exige uma tática específica. Contra ela, o mais eficaz é um programa de corrida e caminhada com variação de intensidade no mesmo treino. Isso, claro, sem exageros que levem a lesões. Os picos de treino obrigam o corpo a queimar energia até das fontes mais difíceis; daí o consumo da gordura visceral (barriga). Essa variação de intensidade implica em fazer alterações entre corrida e caminhada. Exemplo: correr por 2 minutos e andar por 5 minutos.

Quem Pode Fazer?

A corrida pode ser praticada por qualquer indivíduo, desde que tenha capacidade física para tal, ou seja, que a intensidade do esforço seja compatível com sua capacidade funcional. Para aqueles que já caminham e que possuem melhor condicionamento físico, a corrida passa a ser natural, pois o esforço exigido para manter a mesma frequência cardíaca no treino obriga a acelerar o passo.

É essencial consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física, assim é possível identificar possíveis doenças ou limitações físicas que impeçam a prática da corrida. Deve-se também investigar o estado nutricional do corredor, verificar se ele usa medicamentos e qual é o seu nível de condicionamento físico.

Dev

SouzaOliveira Publicidade

Seu Pedido
0

Você não tem itens
no seu pedido

Continuar Comprando