Content

Saúde

TUDO SOBRE A FAMOSA COENZIMA Q10

Saiba todos os benefícios da suplementação desta substância

Postado: 25, Abril 2019

COENZIMA Q10

Conhecida também como vitamina Q10 ou CoQ10, é uma substância com propriedades antioxidantes e muito similar a uma vitamina.

Pode ser fabricada pelo nosso corpo, através de alimentos como soja, amêndoas, vegetais verdes (particularmente no brócolis e espinafre), sendo as carnes, aves e peixes gordos as fontes mais ricas.

QUAIS AS INDICAÇÕES DA COENZIMA Q10?

A Coenzima Q10 é objeto de vários estudos sobre seus benefícios na saúde, no tratamento de doenças e no envelhecimento humano.

Sua principal atividade é dentro das mitocôndrias, que são organelas celulares que produzem energia. Por isso, dela depende toda a energia necessária para as células funcionarem adequadamente.

Por sua capacidade de transferir elétrons e, portanto, trabalhar como um antioxidante, a Coenzima Q também é utilizada como suplemento nutricional. A produção de CoQ diminui com a idade[7], o que aumenta a necessidade de sua suplementação, já que a falta de CoQ10 pode causar danos no cérebro, em outros órgãos e em mitocôndrias do corpo todo.[7][8]

Compre a Coenzima Q10 Katiguá:

https://katigua.com.br/product/31/coenzima-q10-500mg

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA COENZIMA Q10?

As atividades celulares dependem de energia, a Coenzima Q10 é fundamental para a saúde dos nossos órgãos. Além disso, o seu papel é extremamente importante como substância antioxidante.

Veja abaixo as doenças que a Coezima Q10 pode ajudar a prevenir ou amenizar:

DOENÇAS MITOCONDRIAIS?

Doenças causadas pela disfunção das mitocôndrias. Se as mitocôndrias não estão funcionando normalmente qualquer órgão pode ser afetado, pois todos precisam de energia para o crescimento, funcionamento e manutenção. Os sistemas de órgãos que são mais susceptíveis de serem afetados são normalmente aqueles que necessitam de uma grande quantidade de energia para funcionar, como o cérebro, coração e músculos esqueléticos. A Coenzima Q10 é prescrita como suplemento em casos de tratamento de diversas doenças mitocondriais e metabólicas raras.[9]

DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS

Os efeitos da administração de CoQ10 em pacientes com diversas doenças degenerativas vêm sendo estudados, como é o caso das citadas a seguir.

Mal de Parkinson

Alguns estudos preliminares começaram a sugerir que, em estágios iniciais da doença, a ingestão diária de determinadas doses de CoQ10 pode ajudar a retardar o processo degenarativo. No final de um dos estudos, em 2002, grupos aos quais eram ministrados 1200 mg diárias de CoQ apresentavam um declínio na função mental, motora e na capacidade de realizar atividades cotidianas (como se vestir e se alimentar) 44% menor do que o grupo ao qual fora ministrado placebo.[10] Contudo, outros estudos realizados em 2007 e 2008 não apresentaram o mesmo resultado otimista, pois não conseguiram demonstrar praticamente nenhuma diferença entre o grupo "placebo" e aquele tratado com altas doses de CoQ10.[11][12]

Doença de Huntington

Estudos preliminares também sugeriram um retardo na progressão da doença, como nos casos de Parkinson. Contudo, os experimentos ainda estão em andamento.[13]

Esclerose Lateral Amiotrófica

Também vem sendo estudados os efeitos da administração de CoQ10 em pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida como doença de Lou Gehrig e doença de Charcot, embora nenhum resultado definitivo tenha sido alcançado.

Ataxia de Friedreich

Uma das características da doença é a redução na atividade de alguns complexos da cadeia transportadora de elétrons e de algumas enzimas da respiração, além do aumento de depósito de ferro. Com isso, a produção de ATP na musculatura esquelética dos afetados pela doença é menor do que o normal. Em estudos, foi administrado doses diárias de CoQ em conjunto com vitamina E, e resultados iniciais comprovaram uma melhora no déficit de respiração mitocondrial nas musculaturas analisadas (cardíaca e esquelética). Isso também parece ter levada a um retardo na progressão da doença.[14]

 

PROBLEMAS CARDÍACOS

 

Infarto Agudo do Miocárdio

A utilização de CoQ10 como suplemento para pacientes que sofreram um ataque cardíaco mostrou uma diminuição dos casos de outros problemas relacionados, angina, arritmia e até mesmo de outros infartos subsequentes comparando-se com pacientes que tomaram placebo em vez de CoQ10 após sofrerem o ataque.[15][16][17][18]

Cardiomiopatia

Alguns estudos já feitos indicaram a melhora da função cardíaca de mais de 80% dos voluntários analisados com diversos tipos diferentes de cardiomiopatias ao serem tratados com CoQ10 além dos cuidados médicos usuais. Contudo, com o fim do tratamento, os pacientes sofreram a deterioração das funções cardíacas comuns ao problema.[19][20][21][22]

Hipertensão

O suplemento CoQ10 pode se mostrar promissor no tratamento da hipertensão, mas ainda não há evidências fortes de que funcione. Em alguns estudos já realizados, a administração da coenzima CoQ10 conseguiu melhorar a condição de alguns voluntários em comparação aos que tomaram apenas placebo.[23][24][25][26][27][28]

 

OUTROS PROBLEMAS

O suplemento CoQ10 também é sugerido para o tratamento de outras doenças, como diabetes,[25][29] câncer,[30] angina, obesidade, distrofia muscular, etc. Estudos estão sendo realizados para comprovar a eficácia de sua .

Há evidências que a CoQ10 pode contribuir com o tratamento da fibromialgia (dor crônica)[1].

 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA COENZIMA Q10 PARA A PELE?

Apesar de ser um processo natural, fatores como a ação de radicais livres promovem o aceleramento do envelhecimento dos tecidos e dentre eles o que fica mais evidente é a pele.

A Coenzima Q10 reforça a barreira de defesa contra os danos celulares causados pela ação dos radicais livres, com isso, permitindo o desaceleramento do processo de envelhecimento cutâneo e isso pode ser traduzido na melhora do aspecto da pele.

Além de reforçar a proteção natural da pele com seu poder antioxidante neutralizando as espécies reativas de oxigênio, a Coenzima Q10, auxilia no aumento da proliferação dos fibroblastos presentes na derme. Os fibroblastos estão envolvidos na produção de colágeno e elastina, duas importantes proteínas estruturais da pele.

 

POR QUE SUPLEMENTAR A COENZIMA Q10?

 

A deficiência de Coenzima Q10 pode ocorrer por conta da baixa ingestão ou produção inadequada causada pelo envelhecimento ou pela deficiência dos nutrientes necessários para sua síntese.

Estima-se que a dose de Coenzima Q10 oferecida por meio da alimentação não seja suficiente para suprir as necessidades do organismo, já que apenas 10% é absorvida. A ingestão diária de fontes ricas de Coenzima Q10 (carnes, aves e peixes) fornecem em torno de 2 a 20 mg, o que não aumenta significativamente os níveis de CoQ10 no sangue e nos tecidos.

Portanto a suplementação pode ser muito útil e a recomendação pode variar.

Quer saber mais, dê uma olhada na matéria da Globo.com sobre o assunto:

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2014/02/coenzima-q10-previne-doencas-cardiacas-e-retarda-envelhecimento.html

 

Dev

SouzaOliveira Publicidade

Seu Pedido
0

Você não tem itens
no seu pedido

Continuar Comprando